650 funcionários da Samarco estão com emprego ameaçado
NOTÍCIAS
Cerca de 1.300 empregados da Samarco, sendo aproximadamente 650 do Espírito Santo e a outra metade de Minas Gerais, deverão perder seus postos de trabalho assim que o regime de suspensão temporária de contrato, o layoff, se encerrar em 25 de junho.
O anúncio das demissões, que envolvem cerca de 40% do quadro de pessoal da mineradora, foi feito na última semana aos trabalhadores durante uma reunião em Belo Horizonte entre representantes do Sindimetal, entidade que representa os empregados capixabas, e o Metabase, sindicato que responde pela categoria em Minas Gerais.
O diretor do Sindimetal, Max Célio de Carvalho, disse que os profissionais já começaram a ser informados por seus gestores sobre os cortes. Mas afirmou que não há detalhes sobre setores ou funcionários que serão afetados. O sindicalista destacou o pedido que as instituições fizeram à empresa. “Pedimos à Samarco para que, antes de realizar as demissões, apresente um plano de desligamento voluntário. A empresa ficou de analisar e deve dar o retorno se aceita ou não na próxima semana”.
Carvalho comentou que nesta quarta-feira está prevista uma manifestação, em Vitória, com concentração a partir das 6 horas na Praça dos Namorados. “Depois iremos para a Assembleia Legislativa. A ideia é ser recebido por algum representante para buscarmos uma maneira de uniformizarmos as informações, que chegam muito desencontradas de Minas Gerais. Queremos um meio para dialogar e ter a real noção do que está acontecendo e como podemos atuar”.
A Samarco informou, por nota, que nos últimos meses tem realizado estudos para avaliar possibilidades de retorno das atividades. “No momento, os estudos indicam que, quando as operações forem retomadas, a Samarco irá operar com 60% de sua capacidade, o que torna fundamental que a empresa adeque sua estrutura a essa nova realidade. Na reunião com os sindicatos, o contexto das operações foi abordado, assim como o término do 2º período do layoff e a consequente necessidade de redução do quadro próprio de empregados”.
Sobre a expectativa de retorno da operação, o Sindimetal citou que nos bastidores já se fala de abril do ano que vem. Mas a companhia informou que a previsão continua para o final deste ano, embora reconheça que está cada dia mais difícil cumprir essa data.
Na manhã desta segunda-feira, cerca de 500 funcionários da Samarco fizeram um protesto na frente da sede da mineradora em Anchieta. A possibilidade de demissão foi o que motivou a manifestação. Os funcionários fecharam a ES 060 (Rodovia do Sol), que registrou congestionamento de mais de seis quilômetros.
 
Fonte: Gazeta Online
Leia +
Comerciante assassinado com um tiro na nuca ao lado da mulher em Anchieta
Agente penitenciário se irrita com churrasco e atira em rua do ES
Morador colhe batata doce de quase 13kg em Jacaraípe, ES
Entenda o cálculo da nova aposentadoria
Feirão online para limpar o nome tem 10 negociações por segundo
Zelador é preso suspeito de estuprar duas crianças em Cariacica, ES
INSS deve pagar 4 mil aposentados do ES após erro, diz MPF
 
 
 
 
© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados - Rádio Piúma FM