Câmara aprova flexibilização definitiva do programa A Voz do Brasil.
NOTÍCIAS

O plenário da Câmara aprovou, na noite desta terça-feira (13), a flexibilização definitiva do horário de veiculação do programa A Voz do Brasil.

Em votação simbólica, os deputados aprovaram o projeto de lei (PL 595/03) que permite a transmissão pelas emissoras entre 19h e 22h, no horário que for melhor para cada rádio. O projeto segue agora para a sanção do presidente da República.

De acordo com o texto aprovado, as emissoras comerciais e comunitárias continuam obrigadas a transmitir o programa por 60 minutos ininterruptos, desde que tenha início às 19h e término às 22h.

As emissoras que optarem por flexibilizar o horário ficam obrigadas a veicular, diariamente, às 19h, inserção informativa sobre o horário de transmissão da Voz do Brasil.

Além do horário alternativo aprovado, em situações excepcionais, o governo poderá autorizar a transmissão do programa.

A aprovação veio após longo e intenso trabalho da ABERT junto aos parlamentares da Câmara e do Senado. Foram 15 anos de tramitação no Congresso Nacional.

“Essa é uma das maiores vitórias da radiodifusão dos últimos anos. É um momento histórico. Depois de tanto tempo, os parlamentares entenderam que todos vão ganhar com a flexibilização do programa: a rádio poderá adequar a sua transmissão de acordo com a programação e o cidadão brasileiro poderá ouvir a Voz do Brasil em diferentes horários”, disse o presidente da ABERT, Paulo Tonet Camargo.

Atualmente, todas as emissoras de rádio são obrigadas a interromper sua programação a partir das 19h para transmitir o noticiário, que tem duração de uma hora.

Parlamentares comemoram flexibilização da Voz do Brasil

“Muitas rádios transmitem futebol à noite e, agora, elas poderão adequar a veiculação da Voz do Brasil de maneira que não atrapalhe o andamento da sua programação. E para a população essa aprovação é ótima. O ouvinte terá mais opções para ouvir o programa” - Beto Mansur (PRB-SP), vice-líder do governo na Câmara dos Deputados.

“A Voz do Brasil continua sendo um programa importante e transmitido por todas as emissoras. A audiência irá aumentar já que há horários alternativos para ouvir. Mas, o mais importante é que o ouvinte que quiser saber de um fato relevante que esteja acontecendo naquele momento terá essa liberdade. O rádio é um veículo de informação imediata e por isso é uma vitória para todos, emissoras de rádio e sociedade” - Sandro Alex (PSD-PR).

“Há umas décadas era justificável o programa no horário definido, hoje não mais. Estamos proporcionando aos trabalhadores a opção de escutar a Voz do Brasil, um programa elucidativo, em outros horários” - André Figueiredo, líder do PDT na Câmara.

“Fico muito feliz, após tanto tempo, um projeto de minha relatoria ser aprovado beneficiando tantas pessoas” - José Rocha (PR-BA), relator do projeto na Câmara dos Deputados.

“A flexibilização nos termos aprovados continua dando uma enorme importância ao programa, e isso é muito bom” - Afonso Motta (PDT-RS)

FONTE: Abert

 

Leia +
Zelador é preso suspeito de estuprar duas crianças em Cariacica, ES
Comerciante assassinado com um tiro na nuca ao lado da mulher em Anchieta
Agente penitenciário se irrita com churrasco e atira em rua do ES
Morador colhe batata doce de quase 13kg em Jacaraípe, ES
Empresário morto em Anchieta pode ter sido vítima de latrocínio, diz polícia
Vale tem vagas de estágio no ES com bolsa de até R$ 1.118
Prefeitura confirma dois casos de zika vírus em Vitória
 
 
 
 
© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados - Rádio Piúma FM