Estado vai receber R$ 57 bilhões em investimentos e criar 25 mil empregos até 2020
NOTÍCIAS

Até 2020, o Espírito Santo irá receber investimentos da ordem de R$ 57 bilhões. A cifra representa os 621 projetos que constam na carteira de investimentos 2015-2020 do Estado e que juntos serão responsáveis pela abertura de 25 mil vagas de emprego.

O dado foi divulgado na tarde desta quinta-feira (28) pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), após um levantamento elaborado pela Coordenação de Estudos Econômicos (CEE) em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes).

A pesquisa, que considera somente projetos com valores acima de R$ 1 milhão, aponta o setor de infraestrutura como o que mais concentra empreendimentos em montante financeiro. São 259 projetos que totalizam R$ 47,5 bilhões e têm uma representatividade de 83,3% do total de investimentos no Estado.

Comércio, serviços e lazer despontam com 104 projetos que devem gerar R$ 4,1 bilhões ao Espírito Santo até 2020. O setor da Indústria movimentará em torno de R$ 3 bilhões e envolve 50 projetos. Além disso, outros serviços devem injetar aproximadamente R$ 2,4 bilhões.

O Litoral Sul capixaba lidera o ranking de investimentos por microrregiões e recebe R$ 23,8 bilhões distribuídos em 52 projetos. Em segundo lugar está a Região Metropolitana com R$ 14,4 bilhões e 235 projetos, seguido pela região Rio Doce (R$ 9,9 bilhões e 69 projetos) e Nordeste (R$ 4,6 bilhões e 61 projetos).

Segundo o IJSN, o capital dos investimentos anunciados tem origem do setor privado nacional com 43,9% de participação no valor total, 29,1% vem do capital estrangeiro, 13,7% são provenientes do capital público e, por último, o capital misto ocupa 13,3% do montante.

Em comparação com as carteiras de investimentos anteriores, observa-se um menor ritmo de queda. Entre os períodos de 2013-2018 e 2014-2019 houve queda de 35,9% dos investimentos anunciados para o Espírito Santo. Mas no comparativo entre 2014-2019 e a carteira de 2015-2020, a queda constatada foi menor, apresentando redução de 16,7%.

Até a publicação do documento anterior, relativo ao período 2014-2019, a carteira de investimentos anunciados contemplava os investimentos concluídos no primeiro ano da série. A partir desta publicação, 2015-2020, estes investimentos concluídos no primeiro ano da série foram descontados da base de dados.

Fonte: Gazeta Online

Leia +
Comerciante assassinado com um tiro na nuca ao lado da mulher em Anchieta
Agente penitenciário se irrita com churrasco e atira em rua do ES
Morador colhe batata doce de quase 13kg em Jacaraípe, ES
Entenda o cálculo da nova aposentadoria
Feirão online para limpar o nome tem 10 negociações por segundo
Zelador é preso suspeito de estuprar duas crianças em Cariacica, ES
INSS deve pagar 4 mil aposentados do ES após erro, diz MPF
 
 
 
 
© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados - Rádio Piúma FM