Jane Cherubim presta depoimento pela 3ª vez no ES
NOTÍCIAS

A vendedora Jane Cherubim, de 36 anos, que foi espancada e abandonada pelo namorado em uma estrada na região do Caparaó capixaba, prestou um novo depoimento nesta quinta-feira (14), em Dores do Rio Preto, no Espírito Santo. Essa é a terceira vez que a vítima é ouvida pela polícia. O suspeito do crime continua foragido.

Jane prestou depoimento pela primeira vez quando ainda estava internada em um hospital de Carangola, em Minas Gerais. Depois de ter alta, ela foi ouvida novamente no Espírito Santo. Desta vez, a vendedora precisou depor pela terceira vez porque, segundo a polícia, alguns pontos ainda precisam ser esclarecidos.

Também falta uma testemunha a ser ouvida. De acordo com a polícia, é uma pessoa que teria visto Jane na estrada na madrugada do crime.

 

O caso

 

O crime aconteceu na madrugada de segunda-feira (4), após Jane e o namorado Jonas Amaral saírem de um bar onde trabalhavam temporariamente, em Pedra Menina, interior de Dores do Rio Preto, no Caparaó capixaba. Ao invés de seguirem para Espera Feliz (MG), onde moram, o homem tomou a direção contrária com o carro.

Jane foi encontrada pelos irmãos espancada e abandonada em uma estrada na localidade de Pedra Menina, em Dores do Rio Preto, no Sul do Espírito Santo. O suspeito das agressões é o namorado dela, Jonas Amaral, que está foragido.

A principal linha de investigação é passional. Familiares de Jane disseram que a vendedora nunca reclamou de atitudes do namorado e que Jonas se dava bem com todos, mas que ele tinha ciúmes dela.

Os irmãos de Jane passaram quase três horas procurando por ela, na madrugada de segunda, ao perceberem que o casal não tinha voltado para Espera Feliz.

 

Lesões

 

O médico José Anchieta Pereira, que acompanha Jane na Casa de Caridade de Carangola, contou que ela segue internada na unidade e o estado de saúde é estável. Ele explicou as lesões da vítima.

"No caso dela foi um trauma crânio encefálico grave. Ela chegou muito machucada, com a face desfigurada. A gente fez os procedimentos de urgência para estabelecer a respiração, o equilíbrio hemodinâmico para mantê-la viva. Hoje ela se encontra normal, muito triste pelo acontecido, mas ela não teve fratura nenhuma no corpo só teve esse problema na cabeça”, explicou José.

 

FONTE: G1 ES 

 

Leia +
Comerciante assassinado com um tiro na nuca ao lado da mulher em Anchieta
Agente penitenciário se irrita com churrasco e atira em rua do ES
Morador colhe batata doce de quase 13kg em Jacaraípe, ES
Entenda o cálculo da nova aposentadoria
Feirão online para limpar o nome tem 10 negociações por segundo
Zelador é preso suspeito de estuprar duas crianças em Cariacica, ES
INSS deve pagar 4 mil aposentados do ES após erro, diz MPF
 
 
 
 
© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados - Rádio Piúma FM