"Minha cassação fortalece tese de golpe contra Dilma", diz Cunha a jornal
NOTÍCIAS

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que, caso seu mandato seja cassado, os parlamentares vão fortalecer o discurso de que o impeachment de Dilma foi um golpe.

"Os defensores do PT querem a minha cabeça para ter o troféu. O discurso do golpe precisa da minha cassação. Isso é o que vai turbinar o PT para 2018", afirmou.

A entrevista de Cunha foi dada ao jornal na última sexta-feira (09) e publicada na edição desta segunda-feira (12). Na conversa, ele fez um apelo para que seu destino fique nas mãos do Supremo Tribunal Federal. O ex-presidente da Câmara também ameaça os colegas, dizendo que os deputados precisam "julgar sabendo que amanhã serão julgados".

Indagado sobre sua relação nos últimos dias com Michel Temer, Cunha desviou do assunto, mas pôs em cheque o futuro do presidente ao dizer que ele se se tornou refém do PSDB.

Leia +
Comerciante assassinado com um tiro na nuca ao lado da mulher em Anchieta
Agente penitenciário se irrita com churrasco e atira em rua do ES
Morador colhe batata doce de quase 13kg em Jacaraípe, ES
Entenda o cálculo da nova aposentadoria
Feirão online para limpar o nome tem 10 negociações por segundo
Zelador é preso suspeito de estuprar duas crianças em Cariacica, ES
INSS deve pagar 4 mil aposentados do ES após erro, diz MPF
 
 
 
 
© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados - Rádio Piúma FM