“Pastor” acusado de estuprar três mulheres é preso em Itaoca
NOTÍCIAS
Ele se dizia pastor, cozinheiro e representante comercial. Na manhã de hoje, a casa caiu para ele. Antônio Rodrigues da Silva, 35 anos, residente em Itaoca foi preso em casa durante o cumprimento de um mandado de buscas e apreensões. A justiça nesta tarde concedeu a prisão temporária dele. Na sua posse, dois celulares das vítimas, e outros aparelhos que podem ser de outras mulheres violentadas. Após ele estuprá-las, segundo as vítimas, levava os aparelhos. Com ele também foi apreendida uma pistola de ar comprimido e um veículo Corsa Prata, semelhante ao que era usado para abordar as mulheres, geralmente à noite em lugares ermos.
O delegado de Piúma, Geraldo Peçanha falou à Reportagem como agia o suposto pastor, que congregava em uma igreja evangélica na Gamboa - Itaipava, Itapemirim. 
No dia 12 de outubro, Antônio de posse de uma pistola de ar comprimido abordou a primeira vítima, próximo a Praia Maria Neném, em Piúma, no dia 25 ele fez mais duas vítimas. Porém a primeira mulher violentada não fez o registro logo que o fato ocorreu. Uma conseguiu fugir. “As vítimas conseguiram identificar o estuprador através de fotografias postadas na rede social, por coincidência ele era o mesmo das fotos. Em sua casa, estava com dois celulares de duas das mulheres e o veículo, a pistola de ar comprimido”.
De acordo com o delegado, o modo com que ele agia era semelhante. Aguardava mulheres que estivessem trafegando em locais ermos, à noite, as levava para fora da cidade, praticava os atos e no mesmo local as abandonava. “Em uma ocasião, duas vítimas estavam a pé e a primeira vítima estava sozinha. Dessas três vítimas ele só praticou relação contra uma delas. Uma ele a obrigou masturbá-lo, ejaculou nela, tirou a roupa dela e a outra conseguiu fugir”, contou Geraldo.
Elas procuraram a polícia
As vítimas procuram a Delegacia e registraram ocorrência. O primeiro caso foi no dia 12/10, as outras, só registraram no dia 28, quando souberam que outra vítima registrou no dia 25/10. “Depois que tomamos conhecimento dos fatos passamos a investigá-lo. Identificamos o autor, de posse de fotografias elas o reconheceram como sendo o homem que as abordou. Hoje de manhã a equipe foi a casa dele e o localizou. Conduzimos o suspeito aqui elas o reconheceram”. 
A Polícia Civil está divulgando a foto do homem para que outras vítimas possam identificar e registrar queixa contra o acusado. “Pedimos que quem possa ter sido vítima desse elemento que procure uma delegacia para registrar o fato”, explica o delegado. Na delegacia ele negou tudo, disse que ele teria comprado os pertences das vítimas em uma praça da cidade. “Mas, embora tenha negado, nós já reunimos provas suficientes de que ele é o autor do crime”, ressalta o delegado.
A polícia investiga se o pastor, que veio de Minas Gerais e estaria a três anos no Estado, tem passagens pela polícia. “Como ele veio de Minas, precisamos nos informar da vida pregressa dele para saber o que ele fez lá”, disse.
“Eram muitas coincidências. Ele estava com os aparelhos das vítimas. Ao ser questionado como ele adquiriu os celulares, disse que comprou na Praça de Itaoca, mas só se lembrava do primeiro nome de quem os vendeu para ele. Ele já está sendo investigado por roubo e estupro. Ele encontra-se detido e será conduzido ao Centro de Detenção Provisória – CDP de Guarapari”.
Pelos crimes de três estupros e roubos, o pastor pode pegar mais de 50 anos de prisão. O delegado não descarta a possibilidade de haver mais vítimas. “Encontramos mais dois aparelhos telefônicos que ainda não foram identificados”.
Fonte: Espirito Santo Noticias
Leia +
Comerciante assassinado com um tiro na nuca ao lado da mulher em Anchieta
Agente penitenciário se irrita com churrasco e atira em rua do ES
Morador colhe batata doce de quase 13kg em Jacaraípe, ES
Entenda o cálculo da nova aposentadoria
Feirão online para limpar o nome tem 10 negociações por segundo
Zelador é preso suspeito de estuprar duas crianças em Cariacica, ES
INSS deve pagar 4 mil aposentados do ES após erro, diz MPF
 
 
 
 
© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados - Rádio Piúma FM