Trânsito do Espírito Santo é o que mais mata na Região Sudeste
NOTÍCIAS

O Espírito Santo é, proporcionalmente, o Estado da Região Sudeste que mais mata em acidentes de trânsito. São 21,76 mortes para cada 100 mil habitantes. Os dados são do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV).

De acordo com o levantamento, no ano de 2015, o mais recente com os dados disponíveis, foram 855 mortes no Estado.

Logo atrás do Espírito Santo vem Minas Gerais, com 18,85 mortes para cada 100 mil habitantes e 3.933 em números absolutos. São Paulo e Rio de Janeiro registraram, respectivamente, taxas de 13,34 e 13,27 e mortes por 100 mil.

O gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), Renato Campestrini, avalia que a grande quantidade de mortes no trânsito, não só no Espírito Santo, como em outros Estados do país, reflete o excesso de imprudência.

“Em algumas localidades faltam boas condições de rodovias, mas na maioria dos casos falta ao condutor ser prudente ao assumir a direção de um veículo. De nada vale ter boas rodovias e bons veículos se o fator humano, que é o condutor, não está preparado para ter uma postura defensiva”, diz.

Campestrini reitera que os dados compilados no site dão um panorama de como está a situação do trânsito no país, e orientam as ações a serem implementadas para tentar mudar esse quadro.

“É necessário um trabalho mais acentuado de educação e conscientização da importância do respeito às regras de trânsito. Em um segundo momento, é preciso aplicar mais penalidades àqueles que descumprem as normas, pois há uma sensação muito grande de impunidade”, avalia.

Para além da imprudência ele assegura que está faltando valorização à vida. “Só há respeito quando há fiscalização, sobretudo radares. As pessoas estão mais preocupadas com o dinheiro do que com a vida. Muita gente se queixa que há uma indústria da multa, mas não pensa nas graves consequências de um acidente de trânsito”.

ROTINA

Acidentes de trânsito, com mortes, no Espírito Santo, já viraram mesmo rotina. No último sábado uma batida entre dois carros deixou dois mortos e cinco feridos, na rodovia ES 313, que liga Pinheiros a Conceição da Barra e São Mateus, no Norte do Estado.

Em um dos veículos, um Fiat Siena, estavam dois homens. O impacto da batida foi tão forte que eles foram lançados para fora do carro e morreram na hora. Um dos corpos foi parar em uma ribanceira.

No outro carro, um Ford Fiesta, havia cinco pessoas. Após a batida, quatro conseguiram sair do carro. A outra ficou presa às ferragens. Três foram socorridas por ambulâncias de Conceição da Barra. As outras duas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e levadas para um hospital em São Mateus.

Detran: ações educativas reduzem acidentes

A diretora técnica do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Edina Poleto, admite que o número de mortes no trânsito capixaba é assustador, mas assegura que o órgão tem investido constantemente em ações para reverter esse quadro.

Segundo ela, o conjunto de ações desenvolvidas ocasionou, de 2013 a 2015, uma queda de 11,2% na redução de acidentes, e consequentemente, de mortes.

Uma das ações é o Maio Amarelo, um mês inteiro dedicado a várias ações educativas no trânsito. Outra ação desenvolvida pelo órgão é o Detranzinho Itinerante, que atende escolas de todo o Espírito Santo. Esta semana a equipe está em Mimoso do Sul, no Sul do Estado, e a expectativa é atender 2.530 alunos de quatro escolas.

A diretora acrescenta que outra importante medida é a Semana Nacional de Trânsito, que acontecerá de 17 a 23 de setembro. “Sairemos às ruas fazendo ações de conscientização e abordagens envolvendo todos os agentes de trânsito”, explica.

Ela ainda destaca que 70 municípios, que não possuem trânsito municipalizado, estão sendo sinalizados. “O Estado pode cumprir o seu papel e fazer todas as intervenções necessárias, mas se cada pessoa não entender o seu papel de agente transformador, não teremos êxito nas ações e muitas vidas continuarão sendo perdidas”, analisa.

ANÁLISE

"A formação dos condutores para a primeira habilitação é deficiente em todo o Brasil, o curso teórico das autoescolas são 45 horas/aula, e apenas 4 horas/aula são dedicadas ao ensino da cidadania. A educação para o trânsito no Espírito Santo é feita de forma inadequada, mas deveria ser trabalhada da pré-escola ao ensino médio. Tudo na vida tem normas, mas para o trânsito as pessoas acham que não há. É porque elas não foram capacitadas para obedecer essas normas. Em tese, quando o condutor toma posse da habilitação, cria seu próprio código de trânsito, porque não foi treinado suficiente para cumprir as normas estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro. Infelizmente, para nós que trabalhamos nessa área o fato de o Espírito Santo ser o Estado da Região Sudeste que proporcionalmente mais mata no trânsito não é uma surpresa, mas soluções precisam ser tomadas" - Paulo Lindoso, engenheiro de Trânsito e diretor do Instituto Brasileiro de Estudos do Trânsito (Ibetran)

Leia +
Comerciante assassinado com um tiro na nuca ao lado da mulher em Anchieta
Agente penitenciário se irrita com churrasco e atira em rua do ES
Morador colhe batata doce de quase 13kg em Jacaraípe, ES
Entenda o cálculo da nova aposentadoria
Feirão online para limpar o nome tem 10 negociações por segundo
Zelador é preso suspeito de estuprar duas crianças em Cariacica, ES
INSS deve pagar 4 mil aposentados do ES após erro, diz MPF
 
 
 
 
© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados - Rádio Piúma FM